POR ENGANO: Delegacia de Homicídios deflagra operação para prender assassinos de jovem na zona leste de Porto Velho

WhatsApp-Image-2021-03-29-at-09.08.29-4.jpeg

A Polícia Civil através da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida ( DECCV), sob comando da Delegada Leisaloma Carvalho, deflagrou nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (29), a Operação “Aberratio” com o objetivo de prender membros de facção que assassinaram o jovem Riquelme Willian Barbosa, 17, em agosto do ano passado na Rua União, bairro Socialista na zona leste da capital.

Os policiais civis cumpriram dois mandados de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão domiciliar nesta capital. Os dois homens presos hoje são considerados líderes da facção criminosa.

O inquérito foi presidido pela delegada Leisaloma Carvalho. As investigações apontaram que os suspeitos planejaram, preparam e executaram o crime.

Restou-se apurado que a ordem para matar teria partido de dentro de um presídio de Porto Velho. O alvo era um integrante da facção rival, mas houve um erro de execução e assassinaram a pessoa errada. Riquelme era um jovem inocente e sem nenhuma passagem pela polícia.

A prisão desses infratores é o meio estritamente necessário para fazer cessar a atividade desse grupo criminoso, especialmente pelo “modus operandi” utilizados para matar a vítima, o qual foi morto de forma inocente e por engano, com vários disparos de arma de fogo, com requintes de execução sumária e mediante ordem, em tese, emitida de dentro da cadeia desta cidade, forma que comumente é utilizada por faccionados, tendo como pando de fundo a guerra entre facções”, finalizou a Delegada Leisaloma Carvalho.

A ação policial desta manhã, contou com apoio operacional de agentes da Delegacia de Patrimônio.

O nome da Operação ABERRATIO, etimologicamente vem do latim e significa “erro de alvo”, sugere a ideia de que a morte da vítima ocorreu com erro sobre a pessoa e com a consequente execução sumária de um inocente.

PVH Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top